segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Desenhos: linhas e deformações

Eu não gosto nada de ouvir as pessoas dizendo: "eu não sei desenhar". Inclusive este é um assunto infindável entre os arte-educadores, artistas, e "rabisqueiros" em geral: o que é saber desenhar? É saber copiar a realidade mimeticamente como faziam os artistas clássicos? Com luz e sombra; proporção de sete cabeças; observação da anatomia etc.? 


Bem, eu prefiro muito mais um desenho espontâneo e experimental. É claro que me encantam os grandes desenhistas, porém, ao contrário do que se imagina, há grandes desenhistas que o senso comum diria que não sabem desenhar. 


Também é depreciativa esta ideia de que é "só sentir". Não! Para desenhar também se pensa, se encontram soluções para representações de narizes, mãos, pés, os mais difíceis de se desenhar, na minha opinião. 


Lecionei para crianças muito inteligentes durante quase quatro anos além de observar a produção infantil em outros espaços. É muito interessante é bonito ver quando uma criança cria uma solução sua para representar a figura humana, por exemplo. Quando surge um desenho autêntico que não ambiciona copiar um traço pré-existente. É a coisa mais linda! 


Aqui vão uns desenhos de traço e rabisco dos quais gosto muito. Também acho que pra se encontrar o "traço perfeito" é necessário testar, praticar, errar e abandonar a borracha, de preferência.








quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Cães e Gatos

As pessoas são criadas para amar os cães e odiar os gatos. Eu também cresci assim porque são poucos os lares onde os felinos são queridos. Se se vive em um apartamento a simpatia pode se tornar maior porque eles realmente não precisam de tanto espaço e não são tão dependentes ou bagunceiros quantos os cachorros. Gosto muito de ver os animais de rua (exceto pombos e ratos, eca!). Tenho uma grande série chama Eu não sou cachoro, não!, para a qual fotografei cachorros e gatos ( por que não?) de muitos lugares (Cananéia, Buenos Aires, Recife, São Paulo etc.). Algumas são muito bonitas, outras são engraçadas ou são registro de um movimento do aninalzinho. Estou fazendo desenhos que incluem gatos porque são mais fáceis de se desenhar. Talvez por isso goste tanto deles, são pura forma.


Alto do Mandu - Recife

Alto do Mandu - Recife

Cemitério da Recoleta - Buenos Aires

Paraty - Rio de Janeiro

Cananéia - São Paulo

Cananéia - São Paulo

Caminito - Buenos Aires

Taboão da Serra - São Paulo
Lilica 

Caminito - Buenos Aires

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Chronos Painting

Já dizia Leonardo Da Vinci: "parede velha é que faz pintura boa"! Não era bem assim, porém ele falou sobre as imagens, cenas e figuras contidas nas paredes com pinturas superpostas, descascadas, acariciadas pelo tempo. Pensando nisto desenvolvi a série Chronos Painting. São paredes que vi em vários lugares.








Pessoas e estilo

É verdadeira a afirmação de que sou consumista. Não neste sentido chulo de quem compra tudo o que vê sem tanta reflexão, mas no sentido de quem gosta de ver, provar e combinar. Vestir um vestido e ter a sandália certa pra ele; fazer combinações pouco provavéis, porém divertidas ou autênticas; vestir uma flor, um chapéu, um lenço no pescoço. Puxa, eu gosto disso, me dá um prazerzinho. Também gosto de observar quem sabe fazer isso bem e dá pra perceber quando a pessoa fez quase intuitivamente, o que é mais incrível. Uma pessoas que vi andando por aí e que já me servirão de referência.










Pequenas Putas ou P.P.s

Ingênuas e infantis em um primeiro olhar as Pequenas Putas compõem uma série de desenhos feitos entre 2008 e 2010, em dimensões bem pequenas. São mulheres em situação de prostituição, uma área de trabalho permeada por preconceitos vários e por desrespeitos absurdos. Engraçado que este universo sempre me fascinou sejam pelas vestimentas, pelas cores, pela exposição, pelo clima de subversão. Desenvolvi destes desenhos, que são muitos, tendo como referência as cenas que observei nas ruas e em revistas. A revista  Playboy da Alessandra Negrini, na qual ele se traveste de prostituta é uma delas.










Portas e Janelas de Pernambuco

Existe pensamento estético nas expressões mais simples. O Homem sem estética, não necessariamente pensada, escrita e propagada exatamente nos termos da academia, são inseparáveis. Seja a observação do mar, das árvores, dos animais e indo em direção a aspectos menos bucólicos e mais condizentes à minha realidade, por que não pensar na estética existente nas cidades?


 Em bairros simples de Olinda, Recife e de Caruaru vi estas imagens. Cada pessoa pintando portas e janelas de suas casas de seu jeito, com muita cor e boas combinações. Há beleza em lugares surpreendentes.
















terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Afro Retratos

Desde meados de 2010 voltei a realizar algumas pinturas firmemente. Nunca fui uma adepta dos auto retratos (agora é "autorretratos"?), mas compreendi que em alguns momentos eles servem como espelho de nossas ações e pensamentos, uma forma até de pensarmos em nossas vidas. Estes são os Afro Retratos. O objetivo não fazer com que todas as imagens se pareçam comigo, mas em alguns níveis elas me representam também.


Eu estava repleta de atividades cotidianas, porém com muitas ideias cujo o tempo não me permitia colocar em prática. Fiz uma forcinha! Produzi até a madrugada, em vez de encontrar as amigas, a família...


Alguns trabalhos estão abaixo cheios de experimentações. Pintura ",": tem fita adesiva, purpurina, lantejoulas etc. As três últimas imagens são detalhes. Depois postarei algumas referências...