domingo, 6 de janeiro de 2013

"Afro Retratos" à venda, to sell!

Entre os anos de 2010 e 2012 produzi muitas pinturas depois de um longo tempo realizando outros trabalhos voltados às Artes Visuais, mas não exatamente à minha Arte Visual.
Percebi que criar é parte de quem eu sou, e parte minha desde a infância, seja criando bolos de barro vermelho recobertos de calda de barro branco, seja fotografando paisagens simples do que veja nas ruas (um dos motivos de criação desde blog). Preciso, me alivia, me coloca num eixo, ainda que ele não seja o eixo que me coloque no lugar comum. Por vezes é ele que justamente me desloca do que o outro espera, mas me traz de volta para o que sou ou pretendo ser.
A série "Afro Retratos" é fruto desse retorno à pintura. Nesse processo, deixei de lado meus próprios preconceitos em relação à minha maneira de pintar, ao meu modo de desenhar. Porque até então, gostaria mesmo de me encaixar em algumas "tendências" mercadológicas, em gostos da crítica, mas não dá, não acho, por exemplo, que a Mira Schendel seja tão genial assim, dentre outras opiniões que amigos afamados consideram descabidas, como amar o trabalho de Gustave Klimt, altamente decorativo. Concomitantemente a esse desejo um tanto quanto descabido, porque eu não viria a fazer exatamente algo para um certo mercado de arte em vez de contemplar  a minha pessoa, sentia vontade de pensar sobre minha existência, sobre o mundo que me circunda, à partir do meu umbigo, ou melhor, do meu rosto.
Essa série se constitui por 12 pinturas na quais me represento como uma mulher que é uma colagem de várias culturas/ etnias, quero dizer, o fato de ser afrodescendente, negra, brasileira, paulistana não faz de mim um indivíduo estático, imutável. Ser afrodescendente não significa exatamente corresponder a uma expectativa do outro em relação ao o que eu deveria ser, conhecer ou saber. Explico melhor, maracatu, congada, jongo, por exemplo, fazem parte da cultura afro-brasileira, não exatamente da minha cultura, do que aprendi com os meus, mas do que aprendi posteriormente a partir de estudo, de observação, de conversa, de leitura. Ao mesmo tempo, a macarronada de domingo (supostamente de origem italiana), as músicas em língua inglesa, o "devil-eye" (da Turquia) que nos protege contra o mau olhado, tudo isso sim, faz parte do meu cotidiano de infância juntamente com outras práticas. Em "Afro Retratos" quis dizer um pouco sobre esses sujeitos que somos em um mundo globalizado e que, não exatamente correspondemos ao que o outro espera que façamos. Todavia, quando se é afrodescendente, negra, esperam que você saiba fazer uma boa feijoada, dançar/ lutar capoeira, sambar lindamente, etc. 
Estou vendendo alguns desses trabalhos que me mostram e que falam de muitas outras mulheres na Livraria Cultura da Avenida Paulista, loja de Artes, do Conjunto Nacional. Os contatos de aquisição podem ser feitos com o livreiro, curador, artista visual e amigo José Carlos Honório pessoalmente ou pelo telefone (11) 3868-5100.  Há outros amigos, talentosos artistas, vendendo suas obras nesse mesmo local, como Regiana Queiroz, cujas as pinturas representam personagens de filmes muito cults. 
Aqui embaixo, apresento alguns dos trabalhos que estão à venda pelo valor de R$ 2.000,00, que podem ser parcelados. Quem não vai comprar, pode indicar. Eles medem 100 x 72 cm, estão todos emoldurados e prontos para serem pendurados numa linda parede, feitos com técnica mista com preponderância da tinta acrílica, há dois vendidos e um reservado. na loja há seis, ou seja, seis opções cruéis porque gosto de todos. Uma grande amiga que considero minha vó, Yedamaria, pintora baiana, me disse que vem procurando suas pinturas em leilões e comprando tudo de volta. Tenho a sensação de que farei algo assim num futuro não tão distante.
Interessados também podem entrar em contato via meu email direto: renatafelinto@gmail.com, nem que seja para dizer o que acharam. Creio ser importante. Estava numa loja galeria na Vila Madalena, mas acho que tenho que possuir muito mais trabalhos para ambicionar estar ligada a uma galeria.

Para conhecer o projeto "Afro Retratos", premiado pela Fundação Cultural Palmares e MinC, em 2012, entrem em:

Para conhecer outros trabalhos acessem meu Flickr:

Para vocês que interessados, curiosos, carinhosos, estusiasmados, que têm acompanhado meu blog que, para retomar, criei para promover meus trabalhos, mas, por força da mente e da vontade de compartilhar, acabei escrevendo sobre muitos outros assuntos, saibam que, em breve, postarei aqui informações sobre os projetos de 2013: "Também Quero Ser Sexy!" e "Não Conte com a Fada", ambos iniciados em 2012.

Ah, calma, também escreverei sobre outros assuntos. Estou pensando em "20 lugares lindos de Lisboa"; "Autenticidade em São Paulo"; "Poética Negra e Feminina nas Artes Visuais"; "Performance e Corpo", dentre outros assuntos pelos quais tenho me interessado. 

Feliz 2013, muitas vendas para mim (nós, se você também produz algo) e muitos sonhos que fujam das nossas mentes para o mundo real. 

Série "Afro Retratos", fase europeia - "A espanhola". Ela é meio Almodovar!
Série "Afro Retratos", fase americana - "A quechua". Referências aos Andes.
Série "Afro Retratos", fase europeia - "A alemã". Observe as referências aos contos de fadas de tradição oral, como o nome dos irmãos pesquisadores, os Grimm.

Nenhum comentário:

Postar um comentário